Concurso ANATEL: Agência estuda novo pedido de edital; são 374 cargos vagos

0
48
Concurso ANATEL

No momento, o órgão estuda a possibilidade de enviar um novo pedido ao Ministério da Economia. Para pedir um novo concurso público, a ANATEL tem até o dia 31 de maio para enviar novos pedidos de concurso.

A expectativa de novo edital de concurso público da Agência Nacional de Telecomunicações (Concurso ANATEL) é grande. No momento, o órgão estuda a possibilidade de enviar um novo pedido ao Ministério da Economia.
A informação foi confirmada nesta semana ao portal Folha Dirigida.

Para pedir um novo concurso público, a ANATEL tem até o dia 31 de maio para enviar novos pedidos de concurso.

“O envio de um novo pedido em 2022 está sendo avaliado e observará o prazo em lei”, informou o órgão.

No que se refere a necessidade de abertura de um novo concurso, a ANATEL explicou que não tem o quadro de servidores completo, conforme previsto na Lei nº 10.871/2004.

“Paulatinamente, o quadro de pessoal tem enfrentado decréscimos significativos apesar do fortalecimento de capacidade institucional que o setor de telecomunicações exige”, disse a Anatel.

O pedido de concurso público da ANATEL ainda não foi realizado. Por conta disso, não é possível confirma os cargos e vagas que serão solicitados no edital. Sabe-se, entretanto, que atualmente são 374 cargos vagos na Agência.

Em 2020, quando o último pedido de concurso foi enviado, a ANATEL solicitou um total de 333 vagas, distribuídas entre os cargos de analista administrativo (46 vagas); especialista em regulação de serviços públicos de telecomunicações (104); técnico administrativo (99); e técnico em regulação de serviços públicos de telecomunicações (84).

O concurso ANATEL

O último pedido de concurso da ANATEL 2021 foi feito para os cargos de Analista Administrativo, Especialista em regulação de serviços públicos de telecomunicações, Técnico Administrativo e Técnico em Regulação de Serviços Públicos de Telecomunicações.

O salário de técnico-administrativo tem remuneração de R$ 7.474,67. Para técnico em regulação, a remuneração é de R$7.846,37.

A remuneração de analista e especialista chega a R$14.265,57 e R$15.516,12, respectivamente. As remunerações já contam com o auxílio-alimentação de R$458.