Concurso PCDF: 1.800 vagas para Agente. CEBRASPE é a banca

0
518

Concurso PCDF: 1.800 vagas para Agente. CEBRASPE é a banca

Concurso PCDF: edital para o cargo de Agente de Polícia deve ficar pronto em 30 dias.

Na manhã desta quarta-feira, 06 de maio, a Polícia Civil do Distrito Federal assinou o contrato com a banca Cebraspe, responsável pela realização do novo certame para o cargo de Agente de Polícia (concurso PCDF).

Nos próximos dias, o Extrato de contrato deve ser publicado no Diário Oficial do Distrito Federal.

A assinatura do contrato foi transmitida ao vivo por meio das redes sociais oficiais da PCDF e do Diretor-Geral da PCDF, Delegado Robson Cândido.

O edital deve ficar pronto em 30 dias, mas pode ser publicado nesse período dependendo da velocidade na finalização do documento.

Os concursos da Polícia Civil do Distrito Federal ofertará 2.100 vagas, distribuídas da seguinte forma:

300 vagas para o cargo de Escrivão; e1.800 vagas para Agente de Polícia.
O subsídio inicial ofertado é de R$ 8.698,78, podendo chegar a R$ 13.751,51 no topo da carreira.

O edital de concurso de Escrivão já foi publicado. As provas objetivas e discursivas do certame estavam marcadas para serem aplicadas no dia 15 de março de 2020, mas com a chegada do novo coronavírus (Covid-19) ao Brasil, diversas medidas foram e estão sendo tomadas para prevenir o avanço da doença no país, e as provas tiveram de ser adiadas.

Concurso PCDF: situação atual de Agente de Polícia
Segundo o Diretor-Geral da PCDF, a partir da assinatura do contrato, a data provável de realização das provas será entre o final de agosto e meados de setembro.

“É uma data histórica. Mais uma vez a Polícia Civil do Distrito Federal lançando um concurso com 1.800 vagas. Lembrando que nós também teremos mais 300 vagas para Escrivão de Polícia, totalizando 2.100 vagas. Tão logo todos se formem na nossa academia de polícia a intenção nossa é nomear todos para que façam parte da nossa Polícia Civil tão honrada e respeitada no Brasil”. concluiu o Diretor-Geral.

O edital deve ficar pronto em 30 dias.

“Agora a Polícia Civil, a Academia de Polícia e o Cebraspe juntamente com a Assessoria da Direção-Geral e o Departamento de Administração Geral também irão trabalhar juntos na elaboração do edital.

A gente tem um prazo de aproximadamente 30 dias para que esse edital fique pronto e após isso a publicação. Após a publicação, 90 dias é o prazo legal para acontecer a primeira prova. Então, tem bastante tempo para os interessados estudarem”, afirmou Sílverio Antonio, Diretor do Departamento de Administração Geral da PCDF.

Anteriormente, no dia 29 de abril, por meio de um vídeo divulgado em suas redes sociais, o Diretor-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal, Delegado Robson Cândido, informou que a banca que organizará o concurso PCDF destinado ao provimento de 1.800 vagas para o cargo de Agente de Polícia já tinha sido escolhida, e o contrato seria assinado nesta semana.

No vídeo o Diretor-Geral da PCDF informa que o processo de abertura do concurso que estava na Procuradoria-Geral do Distrito Federal retornou à PCDF.

Logo após a publicação do vídeo. A Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online teve acesso ao Parecer Jurídico da Procuradoria-Geral do Distrito Federal. Segundo o documento, a PGDF opinou pela contratação, por meio de dispensa de licitação, do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos – Cebraspe para organização do certame.

Vale lembrar que, de acordo com a Assessoria de Imprensa da PCDF, quatro bancas apresentaram propostas para organizar o certame:

Instituto Acesso de Ensino, Pesquisa, Avaliação, Seleção e Emprego (Acesso);Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe);Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional – IDECAN);Instituto Americano de Desenvolvimento – IADES.Concurso PCDF: situação atual de Escrivão de Polícia
A 2ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal manteve a validade do edital inicial em resposta à ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT. A decisão foi assinada no dia 02 de maio.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios – TJDFT interrompeu os efeitos da Decisão nº 255 de 2020 do Tribunal de Contas do Distrito Federal – TCDF, que determinava à PCDF retificar o edital excluindo a cláusula de barreira. Na Decisão, o TCDF estabelecia à PCDF a exclusão do subitem 19.1.5 do edital, que diz: “Os candidatos que não forem convocados para a matrícula no CFP, na forma dos subitens 19.1.2 ou 19.1.4 deste edital, estarão automaticamente eliminados e não terão classificação alguma no concurso.”

De acordo com o TCDF, o concurso deveria se ajustar as novas alterações da Lei Distrital 4.949/2012, feitas em janeiro de 2020, que acabou com a cláusula de barreira nos concursos distritais. Mas para o MPDFT, a decisão do TCDF iria expandir o número de candidatos no Curso de Formação Profissional, superando o total previsto no contrato de prestação de serviço firmado com o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos – Cebraspe.

“Dentro dessa perspectiva financeira e de eficiência administrativa, seria desarrazoado permitir que um número imprevisível de candidatos, ainda que classificados, realizasse o curso de formação profissional (CFP), considerando as próprias limitações orçamentárias atuais. A exclusão da cláusula de barreira criaria despesa pública sem observância aos limites constitucionais e legais”, afirmaram os promotores de justiça.

Provas adiadas
No dia 11 de março, foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal o Decreto nº 40.509, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do novo coronavírus, e dá outras providências.

Com o Decreto, ficam suspensas atividades com aglomerações, eventos, de qualquer natureza, que exijam licença do poder público, com público superior a cem pessoas.

No dia 12 de março, a PCDF e o Cebraspe decidiram adiar as provas do certame para o cargo de Escrivão de Polícia. Segundo o Diretor-Geral da PCDF, Diretor Robson Cândido, tanto a PCDF como o Cebraspe estão empenhados em retomar o mais breve possível as atividade regulares do certame. Informações sobre o novo cronograma serão divulgadas oportunamente.

Concurso PCDF Escrivão: retificações
Foram publicadas retificações nos dias 24 de dezembro de 2019 e 20 de janeiro de 2020, alterando os subitens 14.2.1 e 22.34 e do Anexo V (cronograma).

Anteriormente, no dia 24 de janeiro, o Tribunal de Contas do Distrito Federal publicou no Diário Oficial do Distrito Federal decisão liminar, proferida no dia 23 de dezembro de 2019, determinando que a PCDF tomasse algumas providências referentes ao edital de concurso, destinado ao cargo de Escrivão de Polícia.

Concurso PCDF: inscrições
As inscrições puderam ser realizadas por meio do endereço eletrônico da banca examinadora, o Cebraspe.

Início das inscrições 22 de janeiro de 2020
Término das inscrições 11 de fevereiro de 2020 ( prazo prorrogado)
Data da prova objetiva A DEFINIR
A taxa de inscrição custou R$ 199,00.

Concurso PCDF: remuneração e benefícios
O subsídio inicial ofertado para o cargo de Escrivão é de R$ 8.698,78, para regime de trabalho de 40 horas semanais.

Além do subsídio, os servidores da PCDF têm direito a:

auxílio-alimentação, no valor de R$ 458,00;auxílio-creche; eauxílio plano de saúde.
De acordo com a Lei n. 12.804, de 24 de abril de 2013, que dispõe sobre a remuneração dos militares do Distrito Federal e das Carreiras de Delegado de Polícia do Distrito Federal e de Polícia Civil do Distrito Federal, o cargo de Escrivão é organizado em quatro categorias, são elas:

Especial;Primeira;Segunda; eTerceira.
As categorias garantem a evolução na carreira e a progressão salarial do servidor. Desta forma, o Escrivão de Polícia ingressa na Terceira Categoria, onde permanece por três anos, recebendo o subsídio de R$ 8.698,78.

Na segunda categoria, o servidor permanece por cinco anos e recebe o subsídio de R$ 9.129,01.

Já na primeira categoria, o servidor recebe subsídio de R$ 10.961,45 e também permanece nesta categoria por cinco anos.

A última categoria é a Especial. Nesta categoria o servidor recebe subsídio de R$ 13.751,51.

Após o reajuste da remuneração, com a paridade da Polícia Civil do Distrito Federal com a Polícia Federal, a remuneração inicial do cargo de Escrivão passará a ser de R$ 12.522,50 e poderá chegar a R$ 18.651,79 no topo da carreira.

Além disso, tramita no Congresso Nacional um Projeto de Lei que tem como objetivo conceder aumento para as forças de segurança do Distrito Federal.

Concurso PCDF: cargos e vagas
Escrivão de Polícia

Vagas: 300, distribuídas da seguinte forma:

225 vagas para ampla concorrência;
15 vagas para pessoas com deficiência; e
60 vagas para pretos e pardos.

Concurso PCDF: carreira Requisitos

Ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação – MEC.

Atribuições

Conforme o Decreto nº 30.490, de 22 de junho de 2009, que aprova o Regimento Interno da Polícia Civil do Distrito Federal, são atribuições do:

Escrivão de Polícia

Planejar, controlar e executar todas as atividades específicas de cartório;Providenciar o recolhimento das fianças prestadas;Certificar as atividades cartorárias realizadas;Acompanhar a autoridade policial nas diligências externas, quando necessário ao desenvolvimento de Atividades cartoriais;Executar os registros das atividades cartorárias;Atuar em processos de natureza administrativa;Prestar contas ao chefe imediato do valor das fianças recebidas e custas depositadas, bem como acautelar objetos e valores ausentes;Executar outras atividades decorrentes de sua lotação;Cumprir e fazer cumprir o presente regimento, regulamentos administrativos e leis em vigor; eDesempenhar outras atividades que se enquadrem no âmbito de suas atribuições ou determinadas por superior hierárquico e inerentes à atividade policial.Concurso PCDF: etapas de prova
O concurso será composto de duas etapas, sendo a primeira constituída de:

Prova objetiva – de caráter eliminatório e classificatório;Prova discursiva – de caráter eliminatório e classificatório;Prova Prática de digitação, de caráter eliminatório;Exames biométricos e avaliação médica – de caráter eliminatório;Prova de capacidade física – de caráter eliminatório;Avaliação Psicológica – de caráter eliminatório; eSindicância de vida pregressa e investigação social – de caráter eliminatório.
A segunda etapa será constituída de:

Curso de Formação Profissional – de caráter eliminatório e classificatório.Prova objetiva
De acordo com o edital PCDF, os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório. Uma nova data para aplicação da prova ainda será definida.

A prova objetiva terá a duração de 4 horas e 30 minutos, será composta de 120 itens, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos e versará sobre as disciplinas de:

Língua Portuguesa;Língua Inglesa;Conhecimentos sobre o Distrito Federal;Legislação;Atualidades (somente para a prova discursiva);Conhecimentos Específicos;Informática; eMatemática e Raciocínio Lógico.Prova discursiva
A prova discursiva será aplicada juntamente com a prova objetiva e consistirá na elaboração de uma redação sobre temas da atualidade a ser respondida em até 30 linhas.

O texto da prova discursiva deverá ser manuscrito, em letra legível, com caneta esferográfica de tinta preta.

Serão avaliados dos candidatos na prova discursiva:

o conteúdo (conhecimento do tema);a capacidade de expressão na modalidade escrita; eo uso das normas do registro formal culto da Língua portuguesa.
A prova discursiva será avaliada por meio de duas avaliações:

uma avaliação de conteúdo; euma avaliação do domínio da modalidade escrita da Língua portuguesa.
Os seguintes critérios serão observados para correção da prova discursiva:

apresentação e estrutura textuais, bem como o desenvolvimento do tema irão totalizar a nota relativa ao domínio do conteúdo (NC);a avaliação do domínio da modalidade escrita irá totalizar o número de erros (NE) do candidato. Serão considerados aspectos como: grafia, morfossintaxe e propriedade vocabular;será desconsiderado qualquer fragmento de texto que for escrito fora do local apropriado e/ou que ultrapassar a extensão estabelecida.para cada candidato, a nota da prova discursiva será calculada por meio da seguinte fórmula NPD = NC – 6 x NE ÷ TLi.Prova prática de digitação
A prova prática consistirá na digitação de um texto predefinido de aproximadamente dois mil caracteres.

Os candidatos terão 10 minutos para realizar a prova e deverão estar apto a digitar em qualquer tipo de teclado.

A nota zero será atribuída aos candidatos que não alcançarem o mínimo de cem toques líquidos.

Para ser aprovado na prova prática, o candidato deve obter pelo menos 6,00 pontos.

A nota na prova prática será calculada conforme a fórmula abaixo:

NTL (Toques líquidos) = NTB (Toques brutos) – (3x ERROS).Nota final = 5 + 5x(NTL – 100)/ MNTL (maior número de toques líquidos entre os candidatos) – 100.Exames biométricos e avaliação médica
Os exames biométricos e avaliação médica, de caráter eliminatório, visa aferir se o candidato possui boa saúde física e psíquica para suportar os exercícios a que serão submetidos durante o Curso de Formação Profissional, bem como para desenvolver as tarefas típicas da categoria funcional.

Esta fase será composta de avaliação médica, exames laboratoriais, exames complementares e biométricos.

Prova de capacidade física
A prova de capacidade física será composta dos seguintes testes:

teste em barra fixa:teste de flexão abdominal;teste de meio-sugado; eteste de corrida de doze minutos.
Para a realização da prova de capacidade física, serão convocados os candidatos aprovados nos exames biométricos e na avaliação médica.

Esta etapa tem como objetivo avaliar a capacidade do candidato, com deficiência ou não, para suportar, física e organicamente, as exigências da prática de atividades físicas a que será submetido durante o curso de formação profissional, bem como para o desempenho das tarefas típicas da categoria.

Cada teste físico valerá de zero a 100 pontos. O candidato deverá atingir um aproveitamento mínimo de 50% da pontuação para ser aprovado em cada teste específico.

Teste dinâmico de barra
O teste dinâmico de barra será aplicado somente aos candidatos do sexo masculino. O candidato que não alcançar o mínimo de 50,00 pontos no teste dinâmico de barra estará eliminado.

Avaliação Psicológica
A avaliação psicológica consistirá na aplicação e na avaliação de instrumentos e técnicas psicológicas com o intuito de verificar habilidades específicas como: características de personalidade, tipos de raciocínio, controle emocional, disciplina, organização persistência e flexibilidade, características essas que são importantes para o bom desempenho das atividades profissionais.

Serão considerados aptos os candidatos que apresentarem características de personalidade, capacidade intelectual e habilidades específicas de acordo com os requisitos psicológicos essenciais para o exercício do cargo que está sendo pleiteado.

Sindicância de vida pregressa e investigação social
A Sindicância de Vida Pregressa e Investigação Social servem para avaliar a conduta pregressa e idoneidade moral dos candidatos. A apuração é feita por meio de investigação no âmbito social, administrativo, civil e criminal.

Curso de Formação Profissional
O curso de Formação terá caráter eliminatório e classificatório com carga horária de até 180 horas/aulas.

O curso será realizado de segunda a sexta-feira, podendo ainda ser realizado aos sábados, domingos e feriados.

De acordo com a quarta retificação do edital, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal, no dia 05 de março, a prova de verificação de aprendizagem do CFP será composta de 100 itens, cada um com o valor de 0,50 ponto, sem apenação, e totalizará 50,00 pontos.

Concurso PCDF: trâmites realizados antes da publicação do edital Escrivão de Polícia 2019
Janeiro: Lei Orçamentária Anual da União de 2019 prevê a fixação de 700 efetivos para a PCDF.Fevereiro: governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, anuncia a realização do concurso para provimento dos cargos de Agente e Escrivão de Polícia.Junho: a Assessoria de imprensa da PCDF confirma o envio das propostas das bancas organizadoras interessadas em realizar e elaborar as provas do certame de Escrivão.Julho: o Secretário de Segurança Pública, Anderson Torres, confirma a informação de que o editais da PCDF já estão prontos.Agosto: a PCDF disponibilizou acesso externo ao IADES, com visualização integral do processo de abertura do concurso de Escrivão.Setembro: a Procuradoria-Geral do Distrito Federal deu parecer favorável jurídico a contratação do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e Promoção de Eventos – Cebraspe, destinado ao cargo de Escrivão de Polícia.Outubro: a Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online teve acesso ao processo de abertura do concurso da Polícia Civil do Distrito Federal para o cargo de Escrivão de Polícia.Novembro: Extrato de contrato entre a PCDF e o Cebraspe foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal.2018
Julho: o Comitê de Políticas de Pessoal da Câmara de Governança do Distrito Federal autorizou a realização de concurso público para provimento de 300 vagas para o cargo de Escrivão de Polícia.
O processo de abertura do concurso para o cargo de Escrivão registrou 587 registros no Sistema Eletrônico de Informação do Governo do Distrito Federal até a publicação do edital de Escrivão.

Agente de Polícia
2019
Janeiro: Lei Orçamentária Anual da União de 2019 prevê a fixação de 700 efetivos para a PCDF.Fevereiro: governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, anuncia a realização do concurso PCDF para provimento dos cargos de Agente e Escrivão de Polícia.Agosto: após quatro meses sem novas movimentações, o processo de abertura do novo concurso para Agente de Polícia da PCDF contou com o registro de 23 novos trâmites internos no dia 30 de agosto de 2019.Setembro: o Extrato de Autorização para o cargo de Agente de Polícia foi publicado no Diário do Distrito Federal. Neste mesmo mês, antes da publicação do Extrato de Autorização, o documento de autorização vazou.Novembro: última movimentação no Processo de abertura do concurso é registrada no Sistema Eletrônico de Informações do Governo do Distrito Federal – SEI.
2020
Janeiro: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Segurança Pública do GDF informa que a PCDF está em fase de definição da banca organizadora do certame e o diretor geral da PCDF Delegado Robson Candido publicou em sua redes sociais que o concurso, destinado ao cargo de Agente de Polícia, está iminente. O Diretor Geral da PCDF também concedeu entrevista a Rádio Atividade FM e informou que a banca deve ser definida até maio.Fevereiro: processo de abertura de concurso destinado ao cargo de Agente de Polícia volta a registrar movimentações no Sistema Eletrônico de Informações do Distrito Federal.Março: Assessoria de Imprensa da PCDF informa que a banca organizadora do certame deve ser divulgada dentro de 15 dias.