Concurso PM SP 2021/2022: Vunesp será a banca do edital de soldado

0
243
Concurso PM SP 2021

Mais um edital de concurso público da Polícia Militar de São Paulo (Concurso PM SP 2021) para o cargo de Soldado se aproxima. Está confirmado que a Fundação Vunesp será a banca do próximo certame, que está previsto e aguarda por autorização do Governo do Estado.

A corporação antecipou a autorização do concurso e já confirmou a Vunesp para organização do edital. O documento de dispensa de licitação foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira, 12 de agosto. A escolha foi feita por meio de dispensa de licitação.

A corporação solicitou ao governo uma nova autorização para o preenchimento de mais 5.400 vagas para a carreira.

A confirmação do pedido de concurso foi informada pelo chefe da Seção de Gestão e Coordenação de Concurso e capitão da PM, Obrien Pineda Teixeira. O policial concedeu entrevista à Folha Dirigida e falou sobre a situação do certame.

A PM-SP tinha em pauta um concurso da PM-SP já autorizado com 2.700 vagas. No entanto, não foi possível publicar o edital por questões burocráticas e uma nova autorização terá que ser dada. Isso porque o aval para a realização desse segundo edital já expirou, não sendo possível a sua realização.

Pedido de concurso PM SP para 5.400 vagas

A ideia da PM-SP é manter a regularidade nas contratações. Para isso, solicitou ao governo do estado uma autorização para 5.400 vagas.

De acordo com o capitão da Polícia Militar, esse pedido acontece todos os anos, como parte do ‘turn-over’ da corporação. A solicitação formal já foi feita. Agora, Obrien Teixeira diz que depende do governo autorizar e saber se será concedido o aval na sua totalidade.

O salário inicial da carreira de Soldado é de R$3.164,58 mensais, valor composto de R$1.226,03 de vencimento, R$1.226,03 de Regime Especial de Trabalho Policial (RETP) e R$712,52 de insalubridade.

Etapas e Provas do Concurso PM SP 2021

O concurso da Polícia Militar de São Paulo conta com diversas etapas, sendo estas com caráter eliminatório classificatório, distribuídas da seguinte maneira:

  • Prova objetiva e de redação
  • Exame de Aptidão Física
  • Exames psicológicos
  • Exames de saúde
  • Avaliação de conduta social
  • Análise de documentos
  • Além disso, a última fase vai contar com um curso de formação profissional. Na primeira etapa de exames, os concorrentes passarão pelas provas objetiva e a redação (prova dissertativa).

As avaliações escritas devem ser aplicadas em Araçatuba, Bauru, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba.

Prova objetiva – Disciplinas

  • Língua Portuguesa
  • Matemática
  • História Geral
  • História do Brasil
  • Geografia Geral
  • Geografia do Brasil
  • Atualidades
  • Noções Básicas de Informática
  • Constituição Federal
  • Constituição do Estado de São Paulo

No que se refere a prova de redação, o exame conta com um texto dissertativo em prosa na norma-padrão da Língua Portuguesa. A partir da leitura de textos auxiliares, o candidato deve demonstrar domínio dos mecanismos de coesão e coerência textual.

Para ser considerado aprovado na prova objetiva, o candidato tem que atingir 30 dos 60 pontos em disputa. Na redação, inclusive, estará apto quem alcançar pelo menos 20 dos 40 pontos.

No exame dissertativo, é liberada uma redação, na qual se espera que o candidato produza uma dissertação em prosa a partir da leitura de textos auxiliares.

Teste de Aptidão Física (TAF)

O TAF vai contar com diversos exames de aptidão física, de caráter eliminatório, serão compostos, além da aferição de altura, pelos seguintes testes:

  • apoio de frente sobre o solo (flexão e extensão de cotovelos) para o público masculino e apoio de frente no solo
  • sobre o banco (flexão e extensão de cotovelos) para o público feminino;
  • resistência abdominal, em decúbito dorsal (tipo remador);
  • corrida de 50 metros;
  • corrida de 12 minutos.