Concurso TCE AL 2022: Banca organizadora do edital para agentes é definida

0
24
Concurso TCE AL

Tribunal de Contas do Estado de Alagoas tem grande expectativa de abrir um novo edital de concurso público

O Tribunal de Contas do Estado de Alagoas tem grande expectativa de abrir um novo edital de concurso público (Concurso TCE-AL 2022) em breve. Foi divulgado no Diário Oficial do Estado, a informação de que a Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa (FUNDEPES) será a banca organizadora.

A escolha da instituição ocorreu por meio de dispensa de licitação. Agora, o próximo passo será a assinatura do contrato entre as partes. Após isso, o edital poderá ser publicado.

O concurso TCE AL 2022 já conta com o regulamento oficial. O documento confirma os cargos e áreas do concurso TCE AL 2022. Ademais, o texto traz detalhes sobre a nova seleção.

O concurso TCE AL vai abrir oportunidades com vagas para o cargo de agente de controle externo. Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisa de diploma de conclusão de curso superior com habilitação nas áreas e quantidades a seguir:

Administração (04 vagas);
Ciências Contábeis (16 vagas);
Ciências da Computação e Informática (01 vaga);
Direito (06 vagas);
Engenharia Civil (02 vagas); e
Engenharia Ambiental (01 vaga).
O salário básico para a carreira de agente de controle externo é de R$7 mil, conforme a lei de criação.

Lembrando que o quantitativo de 30 vagas acima é proveniente da criação de cargos da Lei Nº 8.661/2022 . Apesar disso, ainda não está confirmado o mesmo número de oportunidades para o próximo concurso.

Conforme o regulamento, até 20% das vagas serão reservadas a pessoas com deficiência.

Segundo o texto, os candidatos serão avaliados somente por prova objetiva, a ser aplicada na cidade de Maceió (AL).

O regulamento do concurso TCE AL revela também que os candidatos serão avaliados em apenas uma etapa: a prova objetiva. A quantidade de questões da prova será definida no edital, sendo 60% delas comuns para todos os cargos e 40% Específicas.

A pontuação final da avaliação será de 100 pontos, sendo detalhado no edital os pesos por disciplina, pontuação por questão, assim como a nota mínima que o candidato deverá obter para que não seja considerado eliminado.

Comissão formada
No dia 14 de junho, o órgão publicou uma portaria com o objetivo de formar a comissão organizadora que terá a responsabilidade de realizar os estudos do próximo edital.

De acordo com o documento, o grupo de trabalho conta com o conselheiro Fernando Ribeiro Toledo (presidente), a diretora de Recursos Humanos Marta Regina Corte, o procurador de Justiça Lean Antônio Araújo e os representantes do Ministério Público e da Procuradoria Geral, os procuradores Luis Fernando Souza e Livia de Oliveira.

Ademais, a comissão também conta com Stella de Barros (representante do Ministério Público de Contas) e Reinaldo Lessa de Carvalho (representante da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB da seccional de Alagoas).

Último Concurso do TCE-AL
O último concurso, divulgado em 2008, sob organização da Fundação Carlos Chagas (FCC), contou com vagas para:

Analista de Sistemas – 01 vaga, com exigência de Curso de Graduação de nível superior em Análise de Sistemas ou Ciência da Computação ou Engenharia da Computação ou Processamento de Dados, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação;

Bibliotecário – 01 vaga, com requisito de Curso de graduação de nível superior em Biblioteconomia, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no CR; e

Programador – 01 vaga com requisito de Curso de Graduação de nível superior em Análise de Sistemas ou Ciência da Computação ou Engenharia da Computação ou Processamento de Dados, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

Além disso, o edital reservou vagas para Procurador (07) e Auditor (03). O cargo de Auditor teve remuneração no valor de R$ 7.128,24 (sete mil, cento e vinte e oito reais e vinte e quatro centavos), composto por vencimento base mais representação (Leis nºs 5.680/1995 e 840/2007).

Já o cargo de Procurador teve salário no valor de R$ 16.119,11 (dezesseis mil, cento e dezenove reais e onze centavos), na forma da Lei nº 6.818, de 12 de julho de 2007.

O Concurso Público para provimento de cargos de Auditor, Procurador, Analista de Sistemas, Bibliotecário e Programador teve provas de caráter eliminatório e classificatório e de títulos de caráter classificatório somente para os cargos de Auditor e Procurador.

Para o cargo de Auditor foram cobradas prova objetiva de conhecimentos específicos I, com 100 questões objetivas, de múltipla escolha, abrangendo os seguintes conteúdos: Direito Constitucional (10), Direito Administrativo (10), Direito Financeiro (10), Direito Penal (06), Direito Civil (10), Direito Tributário (10), Controle Externo (10), Auditoria (10), Contabilidade (10), Economia (07) e Administração (07).

Para Procurador, foram cobradas prova objetiva de conhecimentos específicos I, com 100 questões objetivas, de múltipla escolha, abrangendo os seguintes conteúdos: Direito Constitucional (12), Direito Administrativo (12), Direito Financeiro (10), Direito Penal (10), Direito Processual Penal (10), Direito Civil (12), Direito Processual Civil (12), Direito Tributário (10) e Controle Externo (12).

Para os cargos de Analista de Sistemas, Bibliotecário e Programador o Concurso constou das seguintes provas e pesos: Português 20 questões – peso 1; e Conhecimentos Específicos 40 questões – peso 3.

Informações do concurso

Concurso: Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE-AL)
Banca organizadora: Fundepes
Escolaridade: superior
Número de vagas: a definir
Remuneração: a definir
Inscrições: a definir
Taxa de Inscrição: a definir
Provas: a definir
Situação: PREVISTO