Língua Estrangeira: 3 erros que você deve evitar ao estudar novos idiomas

Língua Estrangeira

Estudar novos idiomas é crucial para aprimorar o currículo de um profissional. Cada vez mais as empresas buscam profissionais que dominem o inglês e o espanhol, por exemplo. Além disso, aprender uma língua estrangeira faz parte do cotidiano de diversos estudantes e também daqueles que almejam fazer viagens a outros países.

No entanto, conseguir a fluência em um novo idioma fora do contexto de imersão é mais difícil. Por isso, os cursos e o contato com professores qualificados, colegas e nativos tornam-se tão importantes.

Ainda assim, os estudantes cometem frequentemente alguns erros que prejudicam o seu aprendizado. Confira abaixo quais são os 3 erros mais comuns no estudo de uma língua estrangeira e busque evitá-los para se tornar fluente com mais rapidez.

3 erros mais comuns no estudo de novos idiomas

1. Confundir palavras com parecidas

Muitas vezes o estudante se depara com uma palavra da língua estrangeira que possui uma grafia ou pronúncia parecida com algum vocábulo do português e pensa que o significado de ambos os termos é o mesmo. No entanto, nem sempre as palavras com som e escrita semelhantes significam a mesma coisa.

No espanhol, por exemplo, a palavra embarazada pode ser confundida com uma forma do verbo português embaraçar, mas o seu significado é diferente, diz respeito à gestação, ou seja, a sua tradução é grávida.

Por isso, é preciso ter cuidado para evitar esses equívocos que podem atrapalhar a aquisição do novo vocabulário além de gerar confusões de interpretação.

2. Tentar traduzir sempre

Outro hábito comum é traduzir sempre a frase para o português de forma literal. É normal buscar o apoio da língua materna para estudar a língua estrangeira, mas o ideal é tentar se “desligar” do português e buscar compreender o novo idioma sempre por meio do próprio.

Portanto, quando tiver dúvida sobre alguma palavra, tente formular na língua estrangeira em questão uma pergunta para que seu professor descreva no idioma o seu significado. Assim, será mais fácil memorizar as palavras e reter o que foi aprendido.

3. Ter medo de falar

Por fim, um dos erros mais recorrentes é ter medo de falar, de formular frases na língua estrangeira por receio de pronunciar as palavras de forma incorreta. Apenas por meio da prática de conversação é que é possível aprimorar a pronúncia e aprender a usar os acentos corretos.

Errar a pronúncia faz parte do aprendizado. Portanto, é preciso deixar de lado o medo. Uma boa ideia para isso é praticar sozinho para ganhar mais confiança e, posteriormente, falar com outras pessoas. A conversa com nativos é ideal neste processo.