4 mitos que atrapalham seus estudos

1 – Há como estudar rápido

Para muitos, essa é uma desculpa para deixar o estudo para o último dia antes da prova. Ou então para dois meses antes do concurso público / vestibular.

Tire esse mito da cabeça o quanto antes, pois ele pode estar te prejudicando. Afinal, estudar e aprender de fato consiste em atividades demoradas, que demandam constância e repetição.

2 – É melhor estudar fatos isolados

Muitos se enganam que estudar e conhecer matérias novas se faz observando fatos isoladamente. Não é bem assim. A saber, tudo fica mais direto e reto de compreender quando se faz correlações e analogias.

Leve o aprendizado em matemática para aplicações da vida real, por exemplo. Ou então relacione as leis em situações cotidianas e que estão sempre na mídia.

Esse é ume exercício de argumentação, interpretação e pensamento crítico, importantíssimos para que você aprenda de verdade e tenha facilidade nas provas, sobretudo as dissertativas.

3 – Aprender depende do talento

Há quem diga que saber aprender de verdade depende de um talento inato. Mas o fato é que ninguém nasce já estudando como se não houvesse o amanhã. Tudo depende da disciplina e da dedicação.

Algo que ajuda bastante a colocar esses dois pontos em prática e esquecer essa história de ‘dom’ para estudar é ter em mente um objetivo. Para que você está se dedicando? Onde quer chegar? Isso é essencial para quem estuda para concursos, por exemplo, e acaba perdendo o foco no meio do caminho.

4 – Sou bom com múltiplas tarefas

Um mito dos grandes, né? Não há como ter 100% de sucesso no aprendizado se não se desligar de todo o resto e se concentrar especificamente nos materiais.

As notificações do celular, por exemplo, podem prejudicar muito a rotina de estudos. Por isso que muitos especialistas indicam deixar o aparelho desligado ou até mesmo em outra sala.

Caso sinta falta de uma interação, prefira ligar uma música instrumental. Já falamos por aqui sobre o uso da música durante os estudos. Confira: Música para ensinar conteúdos: Funciona? Veja o que dizem as pesquisas